16 dicas de formatação de trabalhos para garantir nota 10

“Arial ou Times New Roman? Como referenciar citações? Qual é o padrão para colocação das notas de rodapé?” A formatação de documentos segundo as normas da ABNT é um pesadelo para a maioria dos estudantes de nível superior, uma vez que, no ensino médio, nem todos os professores cobram esse cuidado com o layout dos trabalhos.

O problema é que, como isso não é exigido na escola, muitos alunos começam sua vida universitária com o pé esquerdo, sendo bombardeado com notas baixas por não saberem como fazer a formatação de texto ideal.

Se você está próximo de virar calouro em uma universidade ou acabou de ingressar em um curso de graduação, não se preocupe: este post vai te ensinar a enquadrar trabalhos acadêmicos nas normas ABNT. Confira só:

O que é ABNT

ABNT é a sigla para Associação Brasileira de Normas Técnicas e, ao contrário do que você pode pensar, ela não se preocupa apenas com a homogeneização gráfica dos trabalhos acadêmicos.

A ABNT é um órgão privado, sem fins lucrativos, que tem autonomia do Estado para auxiliar na formulação de normas para inúmeros setores da economia nacional: da fabricação de sacos de lixo à elaboração de trabalhos de faculdade. Ou seja, a excelência em produção industrial e científica é garantida no país inteiro com a ajuda dessa associação.

Esclarecimentos feitos, vamos voltar ao ambiente universitário com algumas dicas práticas para você não deslizar na formatação de sua monografia!

Formate primeiro, redija depois

Um dos grandes erros dos estudantes é escrever todo o trabalho e só no final tentar adequá-lo às normas da ABNT. A questão é que as monografias cobradas em um curso de graduação costumam ser extensas, o que faz o aluno se perder em meio a tantas citações, recuos de primeira linha, espaço entre parágrafos, etc.

Quem deixa para formatar o trabalho por último, acaba deixando escapar ajustes importantes, que serão certamente a âncora de sua nota. Em vez disso, ajuste desde o início do texto pontos que podem ser adequados antes da digitação, tais como estilo e tamanho da fonte, margens e numeração de páginas.

É evidente que citações ou outros elementos impossíveis de serem previstos antes da redação do texto podem ser ajustados depois, mas o segredo é padronizar ao máximo os trechos no momento da escrita — e jamais no final.

A formatação de trabalhos

A folha

Os trabalhos devem ser sempre apresentados em papel branco de formato A4 (21 centímetros × 29,7 centímetros).

A impressão

A impressão deve ser feita em apenas um lado da folha (anverso).

As margens

  • Margem superior: 3 centímetros;
  • margem inferior: 2 centímetros;
  • margem esquerda: 3 centímetros;
  • margem direita: 2 centímetros.

A família da fonte

Times New Roman ou Arial.

O tamanho do texto

  • Corpo do texto: 12;
  • título da capa e folha de rosto: 14;
  • título da seção/capítulo: 14;
  • subtítulo: 12;
  • nota de rodapé: 10;
  • bibliografia de ilustrações e tabelas: 10;
  • títulos de ilustrações e tabelas: 11;
  • citações longas: 10.

A paginação

As páginas que antecedem o texto, a partir da folha de rosto, devem ser contadas, mas não são numeradas. Além disso, a numeração deve ser registrada a partir da primeira folha contendo texto (geralmente, a introdução), em algarismos arábicos.

A capa

  • Nome da instituição;

    • Fonte 12;
    • em negrito;
    • em caixa alta;
    • texto centralizado, na parte superior da folha.
  • nome do autor;

    • Fonte 12;
    • em caixa alta;
    • texto centralizado, abaixo do nome da instituição.
  • título;

    • Fonte 14;
    • em negrito;
    • em caixa alta;
    • texto centralizado, na parte central da folha.
  • subtítulo (se houver);

    • Igual ao título, mas sem negrito.
  • local da instituição onde o trabalho será apresentado;

    • Fonte 12;
    • em negrito;
    • texto centralizado, na parte inferior da folha.
  • ano da entrega.

    • Fonte 12;
    • em negrito;
    • texto centralizado, na parte inferior da folha.

A folha de rosto

A folha de rosto é semelhante à capa; a diferença é que, no lugar do nome da instituição, o estudante deverá inserir seu nome. Além disso, pouco abaixo do título, à direita, deve ser inserida uma nota descritiva, que contenha:

  • a natureza da monografia;
  • a sua finalidade;
  • e o nome do orientador.

Esses dados devem estar em fonte 12 e com um recuo de 8,5 centímetros em relação à margem esquerda.

A dedicatória

A dedicatória é opcional e se trata de um espaço para prestar homenagens (a familiares, amigos, professores etc.). O texto se localiza no final da página, com recuo de 8 centímetros em relação à margem esquerda, alinhamento justificado e espaçamento de entrelinhas de 1,5.

A epígrafe

A epígrafe também é opcional e nada mais é do que uma frase de inspiração, geralmente usada para dar mais força ao trabalho. O recuo será à esquerda, em 7,5 centímetros, com espaço fixado em 1,5 entrelinhas. Não se esqueça que o autor da citação deverá ser mencionado entre parênteses com alinhamento à direita.

O resumo

O resumo sintetiza, em um único parágrafo, a mensagem do trabalho. Ele deve ter tamanho entre 150 a 500 caracteres, ser escrito na 3ª pessoa do singular e contendo, ao final, as palavras-chave que identifiquem o tema.

As listas

As listas são opcionais e usadas sempre que o corpo do trabalho possuir gráficos, ilustrações, mapas, esquemas, quadros, fotografias etc. Devem indicar a página em que estão presentes.

O sumário

O sumário enumera as divisões e as seções do trabalho, alinhando-se à esquerda e sem recuo.

Outras observações

  • Termos estrangeiros devem vir em itálico. Por exemplo: in loco, agrobusiness e Big Data Analytics;
  • abreviaturas e siglas: quando figurarem pela primeira vez, devem ser escritas por extenso, com a sigla entre parênteses;
  • as referências devem estar completas, da seguinte maneira: “SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação da obra. Número de páginas ou volume. (Coleção ou série)”.

Aplicativos que podem ajudar

Veja bem, não estamos dizendo que você não precisa saber nada sobre as especificações da ABNT. Mas, obviamente, em um momento em que o aluno corre contra o tempo para elaborar um conteúdo nota 10, ter acesso a ferramentas eletrônicas que facilitem o processo de normalização pode ser interessante.

Veja alguns programas do gênero que fazem a formatação de trabalhos de acordo com as normas da ABNT:

  • Fast Format: formatação automática do texto e revisão do processo já realizado;
  • ABNT Fácil: possui as versões “TCC”, “artigo” e “projeto”;
  • LaTeX: excelente para estudantes da área de exatas, pois disponibiliza um conjunto de macros para diagramação de textos Tex (de grande qualidade tipográfica para símbolos matemáticos).

Além das dicas apresentadas, é altamente recomendável ter um manual aceito pela universidade sempre em mãos durante a elaboração dos trabalhos, uma vez que pode haver algumas divergências estilísticas entre professores ou instituições.

Fizemos o guia de formatação de trabalhos segundo a ABNT mais completo! Com ele, você estará pronto para se dar bem já nos primeiros trabalhos exigidos em seu curso universitário! Agora que tal saber qual é o peso do Enade na avaliação de um curso?