8 dicas para quem quer estudar em casa

Autoconfiança, maior controle do tempo, aumento da disposição… São diversas as vantagens apresentadas por estudantes que tiveram de estudar em casa para o vestibular. Mas, para criar uma rotina produtiva de estudos, é preciso ter disciplina. A realidade é que, em casa ou em uma sala de aula, a aprovação depende de muitos outros fatores, e o mais importante deles é a sua dedicação.

Confira as nossas dicas para que você tenha sucesso estudando sozinho!

Estabeleça horários fixos

Vamos pensar na sua vida como estudante: durante o ano letivo, sua escola não começa as aulas na segunda-feira, às 8h, e na terça, às 14h. Ela segue horários fixos para o início e para o fim das atividades, além de pausas preestabelecidas para o descanso dos alunos.

É bem provável que você ache essa rotina um tédio, mas os educadores sabem que o seu corpo precisa de hábitos para ter um funcionamento adequado e apresentar um bom rendimento.

Para estudar em casa, você também precisa manter essa disciplina. Crie horários fixos durante a semana para começar — e terminar — os seus estudos. Se em um determinado dia, você precisar mudar os seus horários para realizar outras atividades, volte à rotina normal no dia seguinte. Esses hábitos te ajudarão a disciplinar o seu corpo e a sua mente sem sacrifícios.

Faça listas de metas diárias

Todos os dias, monte um plano de estudos com as atividades que precisa cumprir e as disciplinas mais importantes para estudar. Esse hábito ajuda a manter a organização e serve como motivação. Quando você completa suas metas, se sente movido a seguir estudando mais e mais.

O importante é que essas metas sejam realistas à sua rotina e às suas limitações. Não adianta tentar estudar 12 horas por dia, se você não consegue se manter concentrado nem por 2 horas. E, se perceber que o seu plano não está apresentando rendimentos, mude-o. Observe quais são as suas principais dificuldades e tente adaptá-lo de uma forma que você consiga superá-las e cumprir os seus objetivos de forma realmente produtiva.

Afaste as distrações

A televisão, o computador e o celular são os três maiores inimigos de quem precisa estudar em casa. Você sabe bem do que estamos falando. Uma simples olhada no WhatsApp pode se transformar em uma conversa de 2 horas e os 5 minutinhos de uma novela, de repente, se transforam em toda a programação da emissora. Sem falar nos pais e irmãos, que decidem pedir favores bem na hora dos estudos!

Sua casa é um campo minado de distrações, por isso, se mantenha longe delas. Durante as horas em que precisa se concentrar, desligue o smartphone e a TV e só utilize o computador para pesquisas extremamente necessárias. Não esqueça de avisar à família que aquele é o seu horário de estudos e que você não deve ser incomodado.

Escolha um ambiente organizado e silencioso

Para estudar em casa, é preciso criar uma rotina. Assim como horários fixos, você também precisa de um ambiente exclusivo para estudar. Seguir esse padrão é uma maneira de mandar um recado para o cérebro: “Ei, chegou minha hora de estudar! Nada de pensar no próximo episódio daquele seriado ou no futebol do fim de semana, ok?”

Esse espaço precisa ser o mais organizado e silencioso possível. Escolha uma área longe da convivência da família ou de barulhos externos, e tenha todo o material necessário para o estudo bem perto de você, com o intuito de evitar pausas desnecessárias para procurar um livro ou um caderno, por exemplo.

Uma boa luminosidade também ajuda a diminuir a sensação de sonolência e cores como o amarelo e branco no ambiente são capazes de estimular as atividades intelectuais.

Segmente o conteúdo de estudo

Sabemos que é difícil não tentar estudar todas as matérias atrasadas ou disciplinas importantes de uma só vez, principalmente em períodos de prova, para quem ainda está no colégio ou para quando o vestibular está se aproximando. Mas o ideal é que você segmente, semanalmente, o conteúdo que precisa estudar.

Se você já concluiu o terceiro ano e não está em um curso pré-vestibular, procure por apostilas antigas na internet ou peça emprestado os cadernos de colegas que já foram aprovados no vestibular.

Separe o material de acordo com a relevância e comece pelas disciplinas mais difíceis, que exigem maior tempo de leitura e de concentração, e em seguida parta para as mais fáceis. Termine as suas horas de estudo com uma revisão geral do conteúdo do dia anterior.

Tenha cuidado com a internet

Não há dúvidas que a internet é uma importante aliada na sua rotina de estudos. Graças a ela, você tem acesso a qualquer informação à distância de um clique, não precisa mais carregar dezenas de livros da biblioteca para casa e pode até assistir aulas no YouTube.

O problema é usar a internet como uma desculpa para perder horas atualizando as suas redes sociais ou em sites que não estão ligados ao que é relevante para os seus estudos naquele momento.

O ideal é que, antes de começar a estudar em casa, você separe uma lista do que precisa consultar para os estudos e deixe salvo no computador. Outra dica é utilizar programas e extensões para bloquear sites que atrapalhem a sua concentração.

Esteja motivado

Não adianta chegar do trabalho ou da escola, depois de um dia cansativo, e partir direto para os livros. Mesmo que você se dedique por horas e horas ao estudo, dificilmente conseguirá absorver aquele conteúdo, se não estiver motivado.

Antes de começar, tome um banho, coma algo leve e se dedique inteiramente ao que estiver fazendo. Praticar exercícios também é uma boa forma de estimular a sua mente. 15 minutos diários de corrida ou de pedalada já podem transformar o seu cérebro em uma superpotência.

E o mais importante: não deixe de estudar. Até mesmo nos dias em que a sua motivação não ajudar, se dedique a fazer uma revisão de determinados conteúdos ou à leitura de textos mais leves. Tenha no seu quarto, em um local visível, aquela lista de metas da dica 2 desse texto, e leia-a sempre que pensar em desistir. Motivação não é apenas um estado de espírito, e sim um hábito.

Descanse

Você sabia que o seu nível de concentração só dura 50 minutos? Por isso, muitas escolas possuem exatamente esse tempo de duração para cada aula. Então, não adianta ingerir 3 xícaras de café e tentar estudar por 3 horas seguidas.

O ideal é que você mantenha intervalos de 10 a 15 minutos a cada hora de estudo. Vale fazer um lanche, ir ao banheiro ou caminhar um pouco. Qualquer coisa que deixe a sua mente descansar. Esse tempo, aliado ao sono de 8 horas, ajuda o seu cérebro a fixar e a memorizar informações.

Se você possui dificuldades de concentração, fique longe da internet e da televisão, ou pode transformar a sua pausa de minutos em horas, e comprometer todo o rendimento do dia.

E então, curtiu as nossas dicas? Não deixe de conferir outras 8 dicas para o tão esperado dia do vestibular!

Compartilhe com seus amigos