8 festivais de música lendários pelo mundo!

Os festivais de músicas sempre encantaram e reuniram as pessoas ao redor do mundo com o objetivo de proporcionar momentos históricos com apresentações incríveis, trazendo alegria e promovendo a confraternização.

Hoje em dia, existem festivais de todos os gêneros e para todos os gostos. Quer conhecer um pouco mais sobre os principais deles? Então, vem com a gente!

1. Rock in Rio

Criado em 1985, na cidade do Rio de Janeiro, o Rock in Rio já é considerado o maior festival de música da América Latina e já reuniu mais de 1.235.000 pessoas. Hoje em dia, ele também tem edições em Lisboa e em Las Vegas.

A conhecida “Cidade do Rock” tem, além dos 3 palcos — o palco Mundo, o palco Sunset e o palco da Aranha —, tem também muitas lojas, restaurantes, áreas de camping e atrações como uma roda gigante de 36 metros de altura, uma montanha-russa com looping de 15 metros e uma tirolesa!

Com um casting de peso, o Rock in Rio já recebeu bandas como Queen, AC/DC, Red Hot Chilli Peppers, Metallica, além de nomes do pop como Katy Perry, Justin Timberlake e Rihanna, sem contar, é claro, com as performances nacionais de artistas como Cássia Eller, Cazuza, Ivete Sangalo e Capital Inicial. Sem dúvidas, é um festival bastante democrático!

2. Lollapalooza

A primeira edição do Lollapalooza foi em 1991, em Chicago, Illinois, nos Estados Unidos. O sucesso foi tanto que, hoje, já tem edições no Chile, na Argentina, na Alemanha, aqui no Brasil, e em 2016 terá sua primeira edição na Colômbia. Em 2015, 136 mil pessoas marcaram presença no autódromo de Interlagos em São Paulo.

Geralmente, o Lollapalooza dura 2 dias e, na capital paulista, são montados 5 palcos, já incluindo o Chef’s stage, palco dedicado à gastronomia. Bandas como Florence and the Machine, Arctic Monkeys, Of Monster and Men, Bastille, Alabama Shakes e Banda do Mar já passaram pelo Lolla.

3. Coachella Fest

Original da cidade de Indio, Califórnia, nos Estados Unidos, o Coachella Valley Music and Art Festival traz, desde 1999, grandes nomes do rock alternativo como Tool, Björk, Radiohead, Daft Punk, Muse, Morrissey, entre muitas outras atrações de outros gêneros, como Calvin Harris, por exemplo.

Além de promover apresentações incríveis, esse festival é fortemente engajado em causas relacionadas à sustentabilidade.

4. Wacken Open Air

Simplesmente, o maior festival de metal do mundo, o W:O:A acontece anualmente na vila de Wacken, no norte da Alemanha, desse 1990. Recebe, em média, 80.000 visitantes de todas as partes do mundo e já reuniu monstros como Motörhead, Ozzy Osbourne, Iron Maiden, Blind Guardian, Slayer, Sabaton, Job for a Cowboy, Rammstein e até o brasileiríssimo Sepultura.

O festival dura, em média, de 2 a 3 dias e conta com uma área de camping para os headbangers que desejam desfrutar todos os dias do festival. Pirotecnia, rodas de mosh gigantescas e muitas vertentes do metal reunidas democraticamente é o que definem esse festival, que é a terra prometida de todo metaleiro!

5. Glastonbury Festival

Um dos mais antigos festivais do mundo, o Glastonbury acontece em Somerset, no Reino Unido desde 1970. Esse festival começou com entrada grátis e tinha uma vibe “a là Woodstock”, celebrando arte, dança, teatro, poesia e, é claro, a música.

Hoje em dia, esse é um evento colossal, que conta com mais de 100 palcos, e já recebeu artistas como David Bowie, New Order, Elvis Costello, Lenny Kravitz, Portishead, The Chemical Brothers, Bob Dylan, Amy Winehouse, Florence and the Machine, Pharrell Williams, entre outros.

Engajado em causas como WaterAid, Oxfam e Greenpeace, o Glastonbury é um festival que promove arte e solidariedade. Não é à toa que ele já reuniu um público de mais de 150.000 pessoas.

6. Tomorrowland

O Tomorrowland é o maior festival de música eletrônica do mundo. Foi criado na Bélgica, na cidade de Boom, em 2004 e tem uma temática toda baseada em sonhos e em fantasias. Com edições no México, no Brasil, na Índia e em outros países ao redor do mundo, ele possui uma área de camping que tem de tudo, conhecida como “Dreamville” (Vila do sonho), que se assemelha, de fato, com uma vila.

Por aqui, ele acontece no Parque Maeda, na cidade de Itu, e já recebeu nomes como Hardwell, David Guetta, Nervo, Dimitri Vegas e Like Mike. A estrutura do palco principal permanece a mesma em todos os países em que o festival acontece e a tradição da abertura do livro (The Book of Wisdow) nunca muda!

Com um público de, aproximadamente, 180 mil pessoas, o festival surpreende tanto pela estrutura quanto pela vibe — quem já foi assegura que essa é uma experiência surreal.

7. Sónar Festival

O Sónar foi criado em Barcelona em 1994, e também é conhecido como Festival Internacional de Música Avançada e Conferência de Criatividade de Tecnologia. Por lá, já passaram atrações musicais como Hot Chip, The Chemical Brothers, Pional e Zopelar.

Além de muita música, o festival também abrange outras discussões como artes, cinema, debates, palestras e startups. E já passou por lugares como Londres, Seul, Toronto, Buenos Aires, Tóquio, Los Angeles, Osaka, Estocolmo, São Paulo, entre outros destinos.

8. Ultra Music Festival

O UMF, como é conhecido mundialmente, foi criado em Miami, nos Estados Unidos em 1999 e, desde então, tomou grandes proporções e hoje tem edições em Assunção, Ibiza, Tóquio, Bogotá, Joanesburgo, Buenos Aires, Split, Santiago, Seul e São Paulo.

Esse festival dura 3 dias, sempre no mês de março, e recebe grandes nomes da música eletrônica como David Guetta, Afrojack, The Prodigy, DJ Snake, Tiesto e Zedd. Além de muita música, o festival promove ações positivas por meio do “Eco Village”, local designado para a instalação de vários stands interativos das mais respeitadas organizações sem fins lucrativos.

A ideia é ajudar a tornar o mundo um lugar melhor com solidariedade, sem abrir mão de música boa. Quem deseja se jogar ao som de música eletrônica de qualidade, o UMF é o lugar ideal.

Como deu para perceber, festivais de música interessantes e populares é o que não faltam no mundo. E aí, qual deles você mais gostou? Compartilhe sua opinião conosco aqui nos comentários! E aproveite para descobrir como quebrar o gelo e começar uma vida em comunidade no campus universitário.