8 lições que Game of Thrones te ensina sobre a vida universitária

Acompanhada como se cada um dos seus episódios fosse uma final da Copa do Mundo, a série Game of Thrones é um sucesso absoluto. Para você ter uma ideia, o último capítulo da 6ª temporada registrou uma marca de 8,9 milhões de espectadores ao redor do mundo.

Em meio a tantos fãs, dragões e rainhas, é possível tirar alguma lição para a vida universitária do meio do universo criado por George R.R.Martin? É claro! E para comprovar isso, vamos listar 8 delas neste post. Confira:

Não deixe as oportunidades passarem

Tyrion Lannister, um dos personagens mais queridos da saga de Westeros, é o tipo do sujeito que sabe agarrar oportunidades como ninguém — principalmente quando elas aparecem para salvar sua pele, como no final da 4ª temporada. E isso é algo que o estudante precisa ter para si durante a passagem pela faculdade.

Surgiu a oportunidade de realizar algum projeto no laboratório do campus? Aceite. Um amigo pediu ajuda em um trabalho? Dê uma mão para ele. Não tem o equipamento de gravação de TV ou uma máquina fotográfica bacana em casa? Use a da faculdade para fazer experimentações.

O importante é não deixar essas pequenas oportunidades passarem, afinal, são com elas que você começa a criar seu portfólio e até o network.

Pratique, pratique, pratique

No começo da 1ª temporada, a jovem Arya Stark tinha o sonho de se tornar uma excelente espadachim. Um sonho que leva seu pai a matriculá-la em um “curso” com o sagaz Syrio Forel, mestre da espada e responsável por fazer com que a pequena Stark pratique todos os dias para se tornar uma ótima guerreira.

Pois essa ideia da prática — que Arya acaba encarando de uma maneira ainda mais pesada na 6ª temporada — também tem tudo a ver com os universitários. Quem deseja se dar bem nos estudos precisa praticar bastante, seja estudando ou realizando trabalhos que coloquem em prática justamente aquilo que ele tenha aprendido.

Lembrando que “praticar” é algo que você deve fazer todo dia, e não uma vez ou outra por semana.

Informação realmente é poder

O que seria do enredo de Game of Thrones se não fossem as pessoas com informações privilegiadas?

Como usar o Fogovivo? Onde ele está guardado? Qual aliado pode se juntar a um determinado exército? O que de fato está acontecendo do lado de lá da muralha? Quem sabe de tudo isso na série tem um grande poder em mãos. E o mesmo vale na universidade.

Você já sabe de todos os detalhes da sua profissão? Entende como está o mercado? Sabe quais são as novidades do setor (ou fica apenas de olho no que o professor fala na aula)? Pois então, a dica é: informe-se e estude mais. Inclusive no trajeto até a faculdade. Não seja um Jon Snow que não sabe de nada.

Não tenha medo de encarar batalhas épicas

Se você acompanha a série (ainda que atrasado) já deve ter ouvido falar que a Batalha dos Bastardos do final da 6ª temporada foi uma das coisas mais sensacionais já feitas para a TV — e, caso já tenha assistido, pode relembrá-la aqui.

Bem, mas onde queremos chegar? No fato de que você não pode temer entrar nessas batalhas que vez ou outra aparecem na vida universitária, como as do Desafio Sebrae.

Ainda que você imagine que está preparado ou que não tem uma boa ideia em mãos, nada melhor do que aceitar entrar nessas disputas para aprender a trabalhar melhor em equipe, desenvolver projetos e lidar com situações extremas.

Seja fiel aos seus ideais

Se tem algo que podemos aprender com Brienne of Tarth é que você precisa sempre ser fiel aos seus ideais. Se você não concorda com a forma como olham para a sua futura profissão, defenda suas ideias! Mostre porque aquilo pode, sim, mudar o mundo e por que você fará parte dessa mudança.

Confie no poder do network

Varys e Mindinho são 2 dos personagens que fazem de tudo no reino de Game of Thrones só na base do network. Isso sem falar nas ações que Tyrion Lannister resolve arriscar na 6ª temporada e que também não existiriam sem alguns bons contatos e a boa e velha politicagem.

E isso é algo que também vale para a faculdade, tanto que já falamos a respeito no post “Networking na faculdade: Como isso funciona? E por que investir?”. Um artigo no qual mostramos como que é criar uma boa relação profissional e construir uma ótima base de contatos ainda na fase da universidade.

Não se apegue

Essa é a regra de ouro para quem vai assistir Game of Thrones: não se apegue! Sabe aquele personagem legal, que parece que vai levar a história para frente? As chances de ele morrer são grandes. Sabe a criança ou a mocinha que não fizeram nada de errado? Pois eles também podem acabar comendo grama pela raiz a qualquer momento.

E isso é algo que é bom ter em mente na hora de pensar em algum projeto na faculdade: não se apegue. Se tiver que mudar alguma coisa em um trabalho, por exemplo, mude. Esteja sempre disposto a mudar de ideia (e até de grupo) se algo não estiver dando certo.

Lembre-se: o inverno está chegando

A ideia de um inverno que está sempre chegando é martelada em praticamente todos os episódios de Game of Thrones. Mas o que isso tende a nos dizer? Que devemos estar sempre preparados.

No caso deles, para o terror que vem do sul. No nosso, para os imprevistos que podem — e que vão — acontecer, como o trânsito ficar impraticável bem no dia de uma apresentação e o pen drive que não vai abrir o arquivo no computador na hora certa.

Por isso, esteja sempre preparado para agir quando tudo isso acontecer. Em outras palavras pode ser: tenha sempre uma cópia dos trabalhos salva na nuvem e saia de casa ou do trabalho com antecedência quando tiver algum projeto para ser apresentado.

Como você viu, existem mais semelhanças entre Game of Thrones e a vida universitária do que você poderia imaginar. Por isso, na próxima vez que assistir a um episódio da série, imagine como aquilo tudo poderia ser replicada em seu dia a dia na faculdade.

Gostou deste post? Então aproveite para curtir a nossa fanpage para conferir muitas outras atualizações por lá! Veja, também, como ingressar no UniBH e comece agora mesmo a sua missão!