Como fazer bom uso dos laboratórios da faculdade? Como fazer bom uso dos laboratórios da faculdade?

Como fazer bom uso dos laboratórios da faculdade?

Provavelmente, você já escutou, seja de um amigo graduado ou de um educador, que aproveitar bem um curso superior é não ficar restrito somente à sala de aula. Outras atividades e outros espaços oferecidos pela faculdade devem ser aproveitados ao máximo para incrementar a aprendizagem e promover seu amadurecimento pessoal e profissional. Afinal de contas, a universidade tem muito mais a te oferecer além do diploma.

É aí que entram os laboratórios, estruturas disponibilizadas pelas instituições de ensino para que a teoria que se aprende nos livros seja acompanhada da prática e para que você não censure a sua curiosidade que pode ser sua maior aliada!

Não subestime os laboratórios

Entre os muitos motivos que você tem para recorrer aos laboratórios, vamos nos concentrar em três principais. O primeiro deles é que os laboratórios são ambientes de estudo e de pesquisa e, por isso, vão dispor de materiais e de equipamentos que você não tem condições de ter em casa nem em sonho. Onde mais você teria oportunidade de fazer análises químicas dignas de CSI ou experimentos que deixariam até mesmo o Sheldon, de The Big Bang Theory, para trás? Todas essas possibilidades estão bem ali, dentro da faculdade e com acesso facilitado.

Além disso, os laboratórios fornecem a atmosfera ideal para a concentração, uma vez que tranquilidade é palavra de ordem. Todas as pessoas que vão dividir o espaço com você estão em busca de silêncio para estudar, e você não só deve aproveitar a ausência de barulhos para fazer o mesmo como deve respeitar o desejo dos outros.

Mas isso não impede que você conheça novas pessoas e aumente sua rede de relacionamentos, o famoso networking, a terceira vantagem mencionada. Se nos laboratórios de experimentos você terá contato com mais gente que estuda o mesmo que você, nos laboratórios de informática poderá fazer amizade com pessoas de outros cursos, promovendo trocas ricas e ampliando seus horizontes de conhecimento.

Mas, para que sua experiência nesse ambiente seja de fato proveitosa, você deve estar atento às regras essenciais de utilização do espaço. Ainda, seguindo outras dicas simples, você pode tirar o máximo de proveito dos laboratórios e se destacar!

Preste atenção às regras de boa convivência

Se o laboratório é um espaço compartilhado, é preciso pensar não apenas em você, mas nas outras pessoas que o utilizam. Nada de falar alto com o colega que está ao lado, deixar o celular ligado sem estar no silencioso (alguns laboratórios podem exigir que você desligue o aparelho por questões de segurança) ou assistir a um vídeo sem fones de ouvido, mesmo que ele tenha tudo a ver com o que você está pesquisando. Você pode, inclusive, ser advertido por isso.

Lembre-se que a limpeza é responsabilidade de todos

A equipe de limpeza da instituição de ensino capricha nos preparativos para receber você e outros alunos nos laboratórios, mas a responsabilidade é compartilhada. Esteja sempre atento aos possíveis resíduos que um experimento pode causar ou mesmo ao seu lixo comum descartado, como sobras de papel.

Além disso, deixe para consumir alimentos e bebidas do lado de fora. Existem vários espaços na faculdade para que você lanche com conforto e os laboratórios definitivamente não fazem parte desse grupo.

Organize e planeje seu tempo

Organizar suas atividades é sempre bom para que você evite desperdiçar tempo e seja mais produtivo. Se vai fazer um experimento, por que não se preparar antes? O planejamento vai evitar surpresas desagradáveis durante o processo ou distrações.

O laboratório está à disposição para receber você durante o horário estipulado, mas também precisa receber outros alunos. Ou seja: enquanto estiver ali, concentre-se nos seus estudos e na sua pesquisa e garanta que seus colegas tenham as mesmas oportunidades que você. Nada de procrastinar! Com planejamento, você também consegue solicitar materiais ou aparelhos com antecedência e não vai correr o risco de ficar sem.

Não descuide da segurança

Não existe “vou dar um jeitinho” ou “dá pra improvisar” quando o assunto é segurança. Se o laboratório que você utiliza exige jaleco e equipamentos de proteção individual (EPIs), como luvas e óculos, por exemplo, nem pense em tentar burlar.

Essas regras não existem porque a universidade é chata, e sim para proteger você. Sua segurança vem em primeiro lugar — e a dos seus colegas também. Por isso, atenção máxima a materiais inflamáveis, objetos pesados ou qualquer outra coisa potencialmente perigosa.

Faça sempre um backup dos seus arquivos

Você está usando o computador do laboratório de informática e, durante sua pesquisa, encontrou vários arquivos interessantes que pretende examinar com mais cuidado depois, ou mesmo usar para consulta. Onde você os salva? As máquinas dos laboratórios compartilhados passam por limpezas constantes de arquivos, então, não conte com o armazenamento no desktop.

Leve um pen drive ou um HD externo para fazer seu backup e não fique na mão. Esqueceu? Não tem problema: quem nunca mandou um arquivo por e-mail para si mesmo que atire a primeira pedra. Também há a possibilidade de utilizar plataformas de armazenamento online.

Ainda, você não deve deixar seus arquivos no computador público por conta da segurança das suas informações. Além da preocupação com documentos e dados bancários, por exemplo, já pensou se você dá spoiler daquele artigo secretíssimo que está produzindo?

Cuide dos objetos emprestados como se fossem seus

Muitos laboratórios fazem empréstimo de material para que você realize alguma atividade externa. Pode ser que você pegue emprestado um gravador de áudio, uma câmera fotográfica, um aparelho específico do seu curso ou mesmo alguns materiais de leitura: cuide. E cuide como se fossem seus de verdade, porque no fundo eles são.

Zelar pelo patrimônio da faculdade garante que outros colegas usufruam dos mesmos recursos que você tem condições de usufruir e não pesa no bolso. Afinal, se você perder ou danificar algum objeto, a instituição pode pedir reposição. É o combinado que não sai caro.

Cumprindo essas regrinhas, o laboratório será o ambiente perfeito para você e seus colegas fazerem experiências e descobertas, quebrarem a cabeça durante a prática e aprenderem ainda mais. Além disso, pode ser um excelente espaço de estudos para cursos que demandam mais leitura.

Como última dica — essa é pra deixar seu percurso ainda mais prazeroso —, que tal criar um diário de bordo para registrar todo seu processo de investigação e de aprendizagem? Você pode fazer suas anotações em um caderno, criar uma pasta para abrigar recortes ou mesmo armazenar suas observações em arquivos de áudio. Quem sabe não vale a pena criar até mesmo vídeos curtos para eternizar o passo a passo dos seus experimentos?

Encontre o método que mais funciona para você, comece logo o trabalho e aproveite ao máximo seu curso e toda a estrutura que sua universidade oferece!