Conheça 4 cursos na área de Educação que você pode fazer Conheça 4 cursos na área de Educação que você pode fazer

Conheça 4 cursos na área de Educação que você pode fazer

Ensinar é a forma mais eficiente de aprender. Então, ao atuar como professor, você não só vai contribuir para o desenvolvimento moral e intelectual dos seus alunos mas também vai crescer junto com eles.

Como a oferta de cursos na área de Educação é ampla e variada, não é difícil encontrar aquelas opção que mais combina com você. De qualquer forma, é importante pesquisar a avaliação do Ministério da Educação (MEC) e o conceito da universidade.

Você está interessado nessa área? Então leia este post e veja, a seguir, 4 cursos na área de Educação que você pode fazer.

História

O aluno do curso superior de História vai estudar diferentes aspectos do passado da humanidade — como as ideias, a cultura, as organizações sociais, os meios de produção e o cotidiano da vida em sociedade. Assim, o trabalho do historiador envolve o levantamento, a análise, a datação e a autenticação de documentos e de objetos.

No curso — que é oferecido como bacharelado e licenciatura, sendo que esta última modalidade é a que vai capacitar o estudante a atuar como professor de História —, a grade curricular é bem abrangente.

Fora as disciplinas como História Antiga, Medieval, Moderna e Contemporânea, você pode estudar História da Arte, Cultura Indígena e Cultura Africana, só para citar algumas. A grade é complementada pelas disciplinas pedagógicas que são parte da modalidade licenciatura.

Além das aulas teóricas em sala de aula, as boas universidades adotam o conceito de sala de aula ampliada, programando visitas a sítios históricos, museus e espaços culturais.

Pesquisas de 2015 apontam uma média salarial mensal de R$ 2.712,00 para um professor em início de carreira com carga horária de 40 horas semanais. O estado brasileiro que paga os melhores salários é o Mato Grosso do Sul, enquanto os professores de Santa Catarina são os que ganham menos.

Letras

Os alunos de Letras se tornam profissionais capazes de atuar em áreas que demandam conhecimento profundo dos idiomas e das respectivas literaturas, tanto de português quanto de línguas estrangeiras.

Quem se gradua em Letras pode trabalhar com produção, revisão e editoração de textos; tradução e interpretação; e ensino de línguas. Em escolas, editoras ou de forma autônoma em qualquer uma dessas áreas.

Durante os 8 semestres do curso, o aluno de Letras vai estudar disciplinas variadas relacionadas à estrutura da língua, como Fonologia, Fonética, Linguística, Morfologia, Semiótica, Semântica e Sintaxe.

E não é só isso, pois o currículo ainda inclui as literaturas brasileira, portuguesa e estrangeira, língua e literatura estrangeira, fundamentos de latim e a linguagem brasileira de sinais (Libras). Na modalidade de licenciatura, a grade curricular ainda inclui matérias ligadas ao ensino — como Didática, Psicologia e Filosofia da Educação — e os estágios supervisionados.

Quanto ao mercado de trabalho para um graduado em Letras, basta lembrar que português é matéria obrigatória em todas as etapas do ensino, desde o básico até o universitário. Então, a demanda por professores é constante.

O campo de trabalho não se restringe às escolas públicas, pois a extensa rede de escolas particulares e de cursinhos preparatórios para concursos ou vestibulares também busca os bons profissionais.

Como professor, o piso salarial fixado pelo MEC em 2016 para profissionais de nível médio com uma carga horária de 40 horas semanais é de R$ 2.135,00.

Matemática

A definição de Matemática é complexa. Podemos dizer que ela é um sistema formal de pensamento para reconhecer, classificar e explorar padrões. É a ciência que lida com os cálculos em pesquisa e em ciência aplicada, que usa o pensamento lógico para formular teorias e testar hipóteses.

O profissional graduado em Matemática é bem versátil e pode trabalhar em diversas atividades ligadas à área financeira, econômica, tecnológica e muitas outras.

Quem escolhe fazer Licenciatura em Matemática vai atuar como professor na área de Educação. O curso dura 7 semestres e oferece formação bem abrangente. Além das disciplinas relacionadas a Cálculo, Álgebra, Geometria, Trigonometria, Estatística e Física, você também vai estudar matérias como Filosofia e Sociologia da Educação, Leitura e Produção de Textos e Linguagem de Sinais.

O mercado de trabalho para o professor de Matemática está sempre aquecido, pois é grande a carência de professores na área de Ciências Exatas. As ofertas de trabalho são mais atraentes nas capitais do Sul e do Sudeste, mas a carência está presente no país todo, principalmente de professores de ensino médio.

Pedagogia

Para quem procura por cursos na área de Educação, o de Pedagogia é o que oferece a formação mais ampla. O graduado em Pedagogia se dedica a estudar os métodos e princípios do ensino, a administração escolar e os assuntos educacionais de forma geral, atuando para a melhoria da qualidade da educação.

Um pedagogo pode atuar dentro da sala de aula, como professor de pré-escola ou do ensino fundamental I, na orientação e supervisão de professores e alunos ou no setor administrativo das escolas. Ele também pode atuar em órgãos do governo, fiscalizando a legislação educacional, orientando currículos e exercendo outras funções em demanda na área de ensino.

Uma área que também necessita de pedagogos é a que se dedica à inclusão de alunos com necessidades especiais e à criação de material de didático para educação a distância.

O curso dura 8 semestres e apresenta uma estrutura curricular bem abrangente. Se Pedagogia for a sua escolha, você vai estudar disciplinas teóricas relacionadas aos aspectos filosóficos e sócio-antropológicos da Educação, Psicologia, Estrutura e História da Educação, Alfabetização e Letramento, Didática de Ensino, entre outras. Claro que a metodologia aplicada ao ensino das outras disciplinas — como Ciências, Geografia, História, Língua Portuguesa e Matemática — também fazem parte da ampla grade curricular.

Um profissional de formação tão ampla pode encontrar trabalho em uma grande variedade de campos ligados ao ensino em ambiente escolar e também não escolar. Hoje em dia, o pedagogo atua até em hospitais — na chamada pedagogia hospitalar, que assiste crianças em longos períodos de internação —, bem como nas Organizações Não Governamentais (ONGs) e dentro das empresas, museus, bibliotecas e brinquedotecas.

Fazer um curso na área de educação é sempre uma opção segura, pois a carência de professores é grande, e o mercado de trabalho se mantém em crescimento devido ao número de escolas abertas dia após dia.

Se você gostou deste post, assine a nossa newsletter. Veja também quais são os cursos na área de educação oferecidos pelo UniBH!



Inscreva-se