Designer gráfico e web designer: você sabe a diferença?

Você gosta de fazer colagens e imprimir sua arte ou prefere ver tudo na tela do computador? É heavy user de internet ou só usa a web para dar uma olhadinha na timeline do Facebook? Sentiria mais prazer em ver seu trabalho num outdoor ou na capa de algum site?

A resposta para essas perguntas pode indicar um caminho para quem está em dúvida entre as profissões de designer gráfico e web designer. No entanto, é claro que existem vários outros pontos que devem ser levados em consideração na hora de escolher uma dessas carreiras. E é sobre eles que vamos falar neste post. Confira:

O designer gráfico

Tido como um dos profissionais mais antigos do mundo do design, o designer gráfico utiliza cores e formas para criar peças que vão passar uma determinada mensagem para as pessoas. Ou seja: seu trabalho não é igual ao de um artista, que tem liberdade para criar qualquer coisa que der na telha.

Aqui o mais importante é resolver um problema de comunicação por meio de obras visuais. Por isso cada trabalho precisa seguir um briefing, que nada mais é que um conjunto de informações e instruções de como aquele projeto precisa ser.

Design gráfico não é só para o papel

Outra coisa que precisa ser dita sobre a profissão de designer gráfico é que ela não é limitada ao mundo dos trabalhos impressos. Apesar de boa parte dos projetos girarem em torno das gráficas e prensas, a verdade é que esse designer também pode realizar projetos para a TV — como vinhetas e animações — e até para games — criando cenários para os jogos.

O web designer

A internet como a gente conhece hoje, com textos, fotos, vídeos e gifs de gatos fazendo gracinha, é razoavelmente nova. Para se ter uma ideia, o primeiro website da rede foi publicado em 1991, e o primeiro no formato HTML (com textos e imagens) só apareceu 2 anos mais tarde.

Dito tudo isso, dá para entender por que só de alguns anos para cá é que começaram a aparecer os primeiros web designers aposentados do mundo. Mas o que, afinal, é o trabalho desses profissionais?

Bem, antigamente o web designer precisava criar o visual dos sites e também programá-los para irem ao ar. Por isso eles acabavam recebendo o nome de webmasters. Só que com o tempo a programação para a internet foi ficando mais densa, ganhando várias ramificações e complexidades diferentes e, por fim, acabou se desvencilhando do universo do web design.

Hoje os web designers precisam entender bastante de design gráfico, produção multimídia, usabilidade, técnicas de SEO e pelo menos um pouco de programação — afinal de contas, agora não vale apenas por um site, blog ou e-commerce no ar, é preciso fazer testes e acompanhar os resultados de cada página.

Web design não é só design

Usabilidade, SEO, programação… Reparou como além do termo “design” nós mostramos várias outras expertises que o web designer precisa ter hoje em dia? Pois saiba que nem falamos de todas.

Um bom web designer precisa não apenas desenhar o layout de uma página, ele também precisa entender como fazer com que aquele site ganhe destaque no Google e garantir que usuários de aparelhos móveis e computadores visualizem as informações de uma boa maneira.

Por isso ele precisa pensar em várias saídas técnicas para diversos problemas diferentes que não envolvem apenas o aspecto visual.

Os salários

Segundo dados da Catho, a média salarial de um web designer no início de carreira no Brasil é de R$ 1.741,00 por mês, enquanto a de um designer gráfico é de R$ 1.675,99. No entanto, é bom ter em mente que esse dado leva em conta a média do país inteiro. Sendo assim, ela pode ser maior em regiões como Sul e Sudeste.

Quanto à diferença salarial entre os profissionais, de fato os web designers costumam ganhar um pouco mais. Nos Estados Unidos, um web designer pode ganhar cerca de 46 mil dólares por ano, enquanto o designer gráfico leva cerca de 40 mil durante o mesmo período. Ou seja: cerca de 15% a mais.

A contratação

Quer saber qual tipo de empresa costuma contratar esses profissionais? Então veja só a lista que fizemos a seguir:

Empresas que costumam contratar designers gráficos

  • Agências de publicidade;
  • gráficas;
  • produtoras de games;
  • médias e grandes empresas que contam com comunicação interna;
  • jornais;
  • revistas.

Empresas que costumam contratar web designers

  • Agências de publicidade;
  • startups de tecnologia;
  • médias e grandes empresas que contam com comunicação interna;
  • sites, blogs e portais da internet;
  • produtoras de conteúdo;
  • lojas virtuais.

Além disso, é interessante saber que tanto os designers gráficos quantos os web designers podem trabalhar apenas como freelancers, realizando projetos esporádicos para algumas empresas de tempos em tempos (e até mesmo sem precisar sair de casa).

O futuro do designer gráfico e web designer

Como a gente não conta com nenhuma bola de cristal, o que podemos fazer é observar as tendências de hoje para imaginar como será o futuro tanto do design gráfico quanto do web design daqui a alguns anos. E o que já pode ser visto é o seguinte:

Maior demanda de profissionais que entendam de design para realidade aumentada

Com o sucesso de games como Pokémon Go, é de esperar que mais produtos de realidade aumentada cheguem até os nossos celulares nos próximos anos. Logo, quem dominar esse tipo de conceito poderá sair na frente da concorrência.

Maior demanda por chief design officer ou chief creative officer

Capazes de mudar toda a concepção e até a forma de fazer negócio das empresas, esses profissionais levam o design para um campo mais amplo da gerência de negócios (e acabam ganhando bastante bem por isso).

Designer de machine learning

De acordo com Aaron Shapiro, CEO da Huge, uma das maiores agências digitais do mundo, como as máquinas estão conseguindo aprender cada vez mais graças ao conceito de machine learning, torna-se necessário ter um tipo de profissional que consiga criar uma boa experiência de uso entre esses objetos e os usuários.

Pronto, agora você já sabe o que existe de diferente entre as profissões de designer gráfico e web designer, que tal investir logo naquela que é a sua cara? Os pixels e as tintas estão esperando por você.

Gostou deste post? Então curta a nossa fanpage no Facebook e continue atualizado!