Estágio em tempos de coronavírus: confira 5 dicas para se sair bem

Home office é a escolha de muitas empresas nesse momento, você gostando ou não de trabalhar em casa; saiba como tirar proveito desse modelo

 

Os estágios são parte fundamental na formação profissional de qualquer estudante. Mas a chegada da pandemia virou essa relação de cabeça para baixo, com o isolamento social trazendo desafios para estudantes e empresas. 

Muitas companhias se adaptaram ao trabalho remoto, o que acabou refletindo também nas oportunidades de estágio. Nestes casos, o contato do supervisor com o estagiário é feito on-line, através de videoconferência, videochamadas, plataformas tipo Google Meet ou Teams, além de mensagens por WhatsApp. Há até quem tenha adotado o modelo de trabalho em casa como cultura organizacional permanente. 

Se, por um lado, foi perdida a convivência com os colegas e o local de trabalho, por outro, surgiu uma oportunidade interessante para os estagiários, que evitam perda de tempo com deslocamentos no trânsito e até sobra um tempinho a mais para os estudos. 

As ferramentas digitais também trouxeram mais agilidade aos selecionadores, que conseguem entrevistar mais candidatos em menos tempo, e já filtram parte deles com testes digitais de raciocínio lógico e técnico, de acordo com seu score. 

Para os interessados nas vagas, ampliou-se a diversidade e as fronteiras. Com a tendência ao home office, a seleção expandiu seu alcance nacional e internacional, bem como intensificou a pluralidade dos perfis e a inclusão de pessoas com alguma deficiência física. 

Mas como você, estudante, pode encarar essa fase aproveitando tudo o que o estágio pode oferecer, e ainda valorizando seu aprendizado? Confira cinco dicas para estagiar no isolamento social.

Administre a rotina

Trabalhar em casa pode ser tentador: coçar o cachorro, ficar abrindo a geladeira… um erro de muitos estudantes no home office é achar que a nova rotina permite ficar à vontade demais. Mas a verdade é que o trabalho em casa deve ser levado tão a sério quanto na empresa.  Por isso, o primeiro passo é organizar o local de trabalho e evitar distrações. Peça a ajuda da família, se necessário, para colaborar. 

Cumpra horários

Mesmo trabalhando em casa, o período de estágio deve ser cumprido normalmente. Não fique trabalhando na cama, ou de pijama; esses detalhes são importantes para que você se habitue à mudança e não deixe a preguiça mental tomar conta. 

Seja participativo 

A distância da empresa precisa ser superada por meio de contatos frequentes com sua chefia e colegas. Seja proativo, continue tirando dúvidas quando elas surgirem e busque sempre o aprendizado. Afinal, esta é a finalidade do estágio: aprender. Mesmo longe, não desperdice a oportunidade. 

Cuidado com as tarefas

Trabalhar de casa pode representar um desafio porque tudo é feito no mesmo ambiente: estudar, trabalhar, fazer as refeições etc. O risco de misturar tudo é grande. Uma boa dica é fazer um cronograma de atividades do dia. Isso com certeza irá ajudar no estágio, nas aulas da faculdade e na organização dos afazeres domésticos e dos seus assuntos pessoais.

Faça contatos, nem que seja de forma virtual 

Outra função básica do estágio é fazer contatos: o famoso networking. Troque ideias com seus colegas e chefes, porque, além de absorver conhecimento, essas relações pessoais e profissionais podem ser muito importantes no futuro, quando a empresa precisar de alguém para preencher uma vaga. E aí podem se lembrar daquele (a) estagiário (a) que, mesmo no home office, era tão interessado em aprender!