Para você, se preparar para o Enem é…

Pressão, depressão ou tá de boa?

 

7 soluções que transformam pressão em descompressão.

1. PANDEMIA GEROU PRESSÃO?

 

A Covid causou atraso no seu cronograma, gerando impacto negativo? Como assim? Você é uma pessoa conectada. Lembre-se de que há muitas aulas gravadas na internet, faça uma busca pelo conteúdo que está precisando de um reforço. Selecione os achados mais confiáveis e ponha a matéria em dia. Vai ver que essa atitude renovará a sua positividade.

 

2. MENOR O TEMPO, MAIOR A PRESSÃO?

 

Ah estudante, você não está só. Assim como é natural que atletas, artistas, palestrantes… Quase todo mundo diante de uma ação em que se tem pouco tempo para provar seu potencial tem essa sensação. De duas uma, ou você se entrega e deprime – melhor para o seu concorrente. Mas isso está fora de cogitação, combinado? Então, agarre esse turbilhão de emoções e canalize a energia que está em alta para estudar os conteúdos que para você estão em baixa. Agora, se vai jogar a toalha ou a apostilha para o lado, saiba que não é uma atitude campeã. Bora vencer?

 

3. REDAÇÃO, UM BICHO SE 7 CABEÇAS?

 

Quer derrubar o monstro redação? Logo, o primeiro ponto é ter atenção a possíveis assuntos que podem cair na prova. Se der uma atualizada, vai perceber que não há bicho se 7 cabeças.

 

Outra verdade: se chegou até aqui é porque já estudou bastante português e leu muito. Portanto, é só se concentrar, fazer um rascunho da redação e avaliar se as ideias estão fluidas. Agora, por exemplo, se ficou em dúvida com a ortografia de uma palavra ou com a construção de uma frase ou parágrafo, reescreva ou troque a bendita expressão que você ganha tempo e qualidade. Quando a gente reconstrói um pensamento, ele sempre fica mais elaborado. Produção de texto é isso.

 

E oh, sempre antes de começar, invista uns minutinhos pensando como irá introduzir, desenvolver e concluir o tema. É simples, imagine que esteja contado uma história para alguém que não quer esperar a próxima parte para entender a narrativa. Assim como em um bom filme ou série, o título impactante e criativo e o início (introdução) ajudam muito.

 

4. MEDO DA REPROVAÇÃO SOCIAL?

 

Você tem conteúdo demais para se ocupar, não dê espaço ao que os outros vão pensar.  A nota do Enem é sua, e é seu o passaporte para seu plano de vida e carreira. E, não dos outros. Claro que a gente quer agradar nossa família, amigos e pessoas que amamos. Contudo, você é protagonista da sua trajetória.

 

Se convive com pessoas inteligentes, cole nelas sim, aprenda mais e se inspire. Sem com isso precisar largar a mão dos colegas que estão com mais dificuldade. Dessa maneira, vale montar um grupo de estudos, unidos vão vencer mais rapidamente os conteúdos complexos. Afinal, mais cabeças pensando amplificam o entendimento. Aproveite seu tempo, tenha foco. É para estudar, nada de bonde da depressão.

 

5. NEM É MIMI, É DEPRESSÃO MESMO.

 

Pare o mundo! Se o assunto ficou sério, não espere nem mais um minuto. Corra e busque ajuda profissional. Para saber se está com depressão, observe alguns sinais: cansaço constante e indisposição frequente; sensação contínua de tristeza; alterações no apetite e no sono; dores pelo corpo; redução da capacidade de experimentar o prazer; isolamento social; falta de concentração e dificuldade de tomar decisões; sentimento de culpa e perda da autoestima; dentre outros.

 

Enfim, um ou dois destes sintomas são insuficientes para indicar que alguém esteja com depressão. Esta doença infelizmente agrupa mais sintomas. Fica o alerta porque a auto sabotagem existe e é comum. Sempre procure informação confiável nos Conselhos de Psicologia.

Agora, na real, se é preguiça e procrastinação mesmo…
Pega a visão colega, porque aí nem Freud explica.

 

6. NEM SEI POR ONDE COMEÇAR!

 

Já que acima falamos de psicologia, bora fazer uma análise? E, nesse caso aqui, nem vai precisar de profissional da área. Basta pôr a mão na consciência e ser verdadeiro ou verdadeira com você. Algumas perguntinhas podem lhe ajudar a identificar quem é você neste momento de preparação para o Enem:

  1. Fez um ensino médio de qualidade?
  2. Conseguiu acompanhar as aulas on-line durante a pandemia?
  3. Está fazendo ou fez um bom pré-vestibular ou preparatório para o Enem?
  4. Prestou o exame do Enem em outros anos?

Se respondeu sim, em pelo menos duas das perguntas está de boas, vai estar à frente de uma grande maioria que não teve tantas oportunidades.

 

Contudo, mesmo sem essas experiências, quer tirar a maior nota possível porque o seu curso é muito concorrido, comece a revisar hoje o que tem mais dificuldade. Fechando esta etapa, dê uma geral nas matérias como um todo. E, se sobrar tempo, volte nas que ainda tem dúvida. Guarde tempo para pesquisar os possíveis temas da redação. Beleza?

 

7. NEM IRON MAN É 100% DE FERRO!

 

Nas vésperas do Enem, inclua pelo menos uma atividade recreativa no seu plano. Se você é do tipo que precisa de um agito para aliviar a tensão, faça isso – mas com uma sobra de tempo para o corpo descansar. Corpo e mente funcionam juntos. Por outro lado, se você é mais paz e amor, reserve pelo menos 24 horas de energia ainda mais zen.

 

No final, desta fase de se preparar para o Enem, acalmar os ânimos, desligar as turbinas e esfriar a cabeça um pouco é muito importante.

 

Afinal, na hora da prova, mesmo chegando no horário certo, levando o lanchinho e materiais corretos é aceitável uma sensaçãozinha de ansiedade. Use essa emoção ao seu favor, ela pode, por exemplo, te indicar que não deve ficar muito tempo em uma única questão – que precisa avançar e depois, antes de acabar o tempo, voltar à tal pergunta.

 

A ansiedade, em doses homeopáticas, te prepara para ter uma boa reação diante de um imprevisto na hora da prova ou até de estar com a energia certa para reagir diante de uma questão completamente fora dos seus planos. O excesso de segurança pode ser negativo, ele pode te deixar sem ação. Você pode ter se acostumado a agir com sucesso somente dentro de uma forma pré-estabelecida.

 

Enem é isso: uma caixinha de surpresa.

Surpreenda a você mesmo e ponto final. É um exame importante? É demais. Mas relaxa, não é a prova mais complexa da sua vida.

 

E quer saber mais? O UniBH está de portas abertas para te acolher e te instruir rumo à conquista dos seus sonhos. Só vem!

 

UniBH, a vida universitária é a sua porta para o mundo.