Preciso parar de trabalhar para fazer faculdade? Preciso parar de trabalhar para fazer faculdade?

Preciso parar de trabalhar para fazer faculdade?

“É preciso parar de trabalhar para fazer faculdade?” Essa é uma dúvida comum entre pessoas que têm um emprego e que desejam ingressar em uma universidade. Uma boa notícia: não é preciso deixar o emprego para estudar. Com organização, planejamento e dedicação, é possível fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Entre as dicas para conjugar um emprego com uma graduação estão: optar por uma graduação mais curta, se candidatar para uma vaga em um curso noturno e escolher uma faculdade próxima de casa ou do trabalho.

Quer ver outras dicas? Então continue lendo este post!

Estude perto de casa ou do trabalho

Para estudar sem precisar parar de trabalhar, é importante ser estratégico em alguns pontos. É claro que o valor do curso, o conteúdo oferecido, a formação dos professores e a reputação da instituição de ensino são importantes. Mas outro fator também deve ser considerado como diferencial: a localização da faculdade.

O ideal é buscar uma universidade que fique perto da sua casa ou do seu trabalho — de preferência, no mesmo bairro. Assim, você não perde tempo no deslocamento de um lugar para outro nem se estressa com engarrafamentos, com o transporte público ou afins.

Escolha uma graduação tecnológica

Quem quer começar uma faculdade mas já está no mercado de trabalho não tem tempo a perder. Normalmente, a meta é concluir o curso o mais rápido possível para evoluir na carreira ou até mesmo buscar uma nova colocação na área em que vai se formar.

Para o público que não quer parar de trabalhar para fazer faculdade, uma boa opção é procurar uma graduação tecnológica, que tem duração mais curta do que a tradicional.

Se escolher a modalidade tecnológica, o curso pode ser concluído em um período que varia de 2 a 3 anos — ou seja, bem antes do que a formatura em um curso tradicional, que dura de 4 a 5 anos.

Outra característica da graduação tecnológica que pode atrair profissionais que já estão no mercado é a especificidade dos cursos. Diferentemente da modalidade tradicional, em que as áreas estudadas são mais amplas, nos cursos tecnológicos o foco é bem específico e as aulas têm um viés prático, voltado para o mercado.

Faça um curso noturno

Para estudar sem ter que parar de trabalhar, é preciso planejar bem os horários para, assim, conseguir dar conta de todos as tarefas e afazeres.

Caso tenha um emprego em horário comercial, por exemplo, uma alternativa é procurar faculdades que tenham cursos noturnos. Assim, você não precisa ter que abrir mão do seu trabalho para ingressar no curso de graduação dos seus sonhos.

Outra dica é buscar opções em universidades particulares, que costumam oferecer para os alunos maior flexibilidade de horários — vantagem interessante especialmente para quem trabalha fora e não pode apenas estudar.

Pode ter certeza que, com uma pesquisa, você vai encontrar uma opção no horário que procura.

Use o tempo de deslocamento para estudar

O ideal é buscar uma faculdade que — além de oferecer o curso de graduação que você deseja fazer — fique situada próxima da sua casa ou trabalho. No entanto, é possível que você passe pelo menos algum tempo no deslocamento casa-trabalho-faculdade.

Para não desperdiçar esses preciosos minutos do seu dia, aproveite esse tempinho para colocar a matéria em dia. Revise o que foi dado nas aulas anteriores, estude para as provas e reveja suas anotações no ônibus ou no metrô.

Lembre-se: quem trabalha e estuda não pode perder nenhum minuto!

Planeje bem os seus horários

Quem quer estudar mas opta por não parar de trabalhar durante o curso tem que ter na organização e no planejamento os seus principais aliados.

Para conseguir fazer o seu curso universitário com qualidade e não prejudicar seu desempenho no trabalho, é essencial ter uma agenda e planejar os horários reservados para cada atividade do seu dia. Portanto, mãos à obra e se organize bem! Preveja, inclusive, o tempo reservado para deslocamento e alimentação.

Uma tática para não ficar sobrecarregado é sempre deixar algumas horas livres no dia para possíveis imprevistos. Caso tudo aconteça como esperado, use esses minutinhos para estudar.

Não abra mão do lazer

Conjugar estudo e trabalho pode ser um desafio para muitas pessoas. Para não ficar muito cansado e/ou sobrecarregado com o excesso de tarefas e responsabilidades, é essencial reservar um tempo para o lazer durante a semana.

Marque essas horas na agenda e encare como um compromisso. Use esse tempo para encontrar amigos, sair com a família ou, até mesmo, ficar sem fazer nada. O importante é relaxar para ter energia suficiente para lidar com as demandas da faculdade e do trabalho.

Converse com os professores

Equilibrar trabalho com estudos é um desafio. Por isso, quando as demandas estiverem apertando, é essencial buscar um diálogo com os professores. Principalmente em universidades particulares, em que muitos alunos já estão trabalhando, os profissionais costumam ser bastante tolerantes e compreensivos com quem já está no mercado e concilia o emprego com um curso universitário.

Para fazer a faculdade dos seus sonhos não é preciso parar de trabalhar e abrir mão do emprego que você já conquistou com muito esforço. Com organização e um planejamento bem feito, você conseguirá fazer o seu curso universitário com qualidade, sem pagar muito e, ainda, manter o bom desempenho no seu trabalho.

Se você deseja garantir que tudo dê certo, considere buscar uma universidade que fique perto da sua casa e/ou trabalho para não se estressar e perder tempo com deslocamentos, considere investir em uma graduação mais curta — como a tecnológica — e não deixe de ver as opções de cursos no horário noturno, que são sob medida para quem já trabalha durante o dia.

Para ter acesso a mais dicas sobre como conciliar o seu trabalho com os estudos, não deixe de baixar nosso e-book “Guia do estudante-trabalhador: aprenda a conciliar trabalho e estudos para ingressar na faculdade!”.

E então, você tem interesse em começar a sua faculdade? Então dê uma olhadinha no vestibular do UniBH e confira as oportunidades que te aguardam!