Duração:

Titulação:

Turno:

Faça Pós-Graduação em Fisioterapia Respiratória em Terapia Intensiva no UniBH e apresente-se para o mercado

O curso de Pós-Graduação de Fisioterapia Respiratória em Terapia Intensiva tem por excelência o ensino teórico-prático na área de fisioterapia respiratória com ênfase em terapia intensiva adulto, pediátrica e neonatal.

O curso visa qualificar e atualizar fisioterapeutas para atuar na promoção, prevenção, cura e/ou reabilitação aplicada à Terapia Intensiva buscando a fundamentação de conhecimentos, recursos e técnicas fisioterapêuticas utilizadas na avaliação e no tratamento do paciente de alto risco.

Curso

Público-alvo

Profissionais graduados em Fisioterapia que pretendem atuar na área de Fisioterapia Respiratória e assistência ao paciente internado em terapia intensiva.

Diferenciais do curso

Conteúdo curricular voltado para o mercado de trabalho na área de Fisioterapia Respiratória e Hospitalar

Atividades práticas em laboratórios de Cinesiologia, fisioterapia ou dentro de um ambiente hospitalar

Professores altamente qualificados, mestres e/ou doutores, que atuam clinicamente em Terapia Intensiva nos principais hospitais de Belo Horizonte


Conheça mais sobre a estrutura da unidade

Quem já estudou aqui indica

Imagem do Aluno

Carolina Braga, jornalista, ex-aluna e professora do UniBH

"Iniciei o curso de Jornalismo no UniBH em 1997 e lembro que, já naquela época, existia uma preocupação da instituição na formação de alunos para o mercado de trabalho. Tanto é que, seis meses antes da minha formatura, eu estava empregada em uma agência de publicidade. Depois, trabalhei nos Diários Associados por 15 anos, onde passei pelo rádio, pela televisão e pelo jornal impresso. Em 2004, retornei ao UniBH, desta vez como professora, com a oportunidade de dar aulas para diversos cursos, e não apenas para as turmas de Jornalismo, o que é uma experiência interessante. A minha parceria com a instituição se consolidou ainda mais no ano passado, com o início do patrocínio ao site que lancei em 2016, o Culturadoria, uma iniciativa de jornalismo cultural independente. Esse apoio tem sido muito importante, inclusive no aumento da visibilidade. Sou muito grata ao UniBH!"