Semana do Jornalismo: segundo dia busca aperfeiçoar a atuação do profissional

Por Vitória Ohana e Luciano Neto – estagiários CACAU

 

O segundo dia da Semana do Jornalismo contou com três oficinas simultâneas sobre como ser um profissional melhor. Na parte da manhã, os professores Maurício Guilherme e Leo Cunha, grandes nomes do mercado, realizaram a oficina Manual de Jornalismo da CACAU, a Comunidade de Aprendizagem em Comunicação e Audiovisual do UniBH.

Professor Leo Cunha na oficina Manual de Jornalismo da CACAU (Foto: Alexandre Milton)

 

Nesta atividade, os alunos puderam discutir aspectos teóricos sobre a dicotomia padronização vs. individualização. Os professores destacaram que a edição jornalística tem o poder de quebrar ou fortalecer arquétipos e estereótipos, portanto, é fundamental que as redações se empenhem na criação de um manual de estilo ou comportamento. Ao final, foi proposta uma atividade de questionário, em que os futuros profissionais puderam delinear um Manual de Redação a partir de um veículo existente.

 

A palavra da vez é engajamento

As youtubers Vivi e Milla, fundadoras do canal Peixe Babel, guiaram um bate-papo leve e descontraído com dicas e ferramentas para fazer sucesso no YouTube. A conversa trouxe detalhes sobre as formas de monetizar o conteúdo e também de como usar o analytics para entender a audiência.

 

Vivi e Milla, fundadoras do canal Peixe Babel (Foto: Alexandre Milton)

 

Para finalizar, Júnior Niquini levou os alunos para o estúdio de rádio do UniBH e ministrou uma oficina sobre técnicas de locução. Para Niquini, é importante, primeiro, entender qual o objetivo final do conteúdo – podcast, narração, musical, entre outros – pois somente assim é possível mediar o tom de fala.

 

Júnior Niquini e alunos na oficina Técnicas de Locução (Foto: Alexandre Milton)

 

Já na parte da noite, diante de acontecimentos recentes e o crescimento de críticas sobre ética nas coberturas jornalísticas, o fotógrafo e professor, Rodney Costa, ministrou a palestra sobre cobertura jornalística de desastres. Rodney expôs sua experiência ao cobrir as tragédias de Mariana e Brumadinho, onde questões éticas e emocionais foram colocadas à tona. Ele também explicou o que deve e o que não deve ser feito em situações específicas.

Rodney Costa na oficina Cobertura Jornalística de Desastres (Foto: Maykel Douglas)

 

Todos nós somos uma marca

Lecionada pelo professor Délcio Almeida, a oficina Construção de Marca Pessoal falou diretamente com aqueles que pretendem construir seu próprio negócio. Com o crescimento de trabalhos autônomos e empreendedorismo individual, Délcio explicou que é necessário ter identificação com sua marca e que ela se comunique com o público.

 

Délcio Almeida e alunos na oficina Construção de Marca Pessoal (Foto: Maykel Douglas)

 

Técnicas de Locução também esteve disponível no período noturno, desta vez liderada pelo técnico Toninho Lisboa. “É necessário estar atento quanto a tonalidade de voz durante a interpretação de um texto e pronunciar as palavras com clareza para que o ouvinte não se confunda”, explicou Toninho.

 

Toninho Martins na oficina Técnicas de Locução (Foto: Maykel Douglas)

 

Os nossos convidados também deixaram vídeos com dicas para os futuros profissionais, confira!

Érika Gimenes – http://bit.ly/2IBpu5v

Léo Gomide – http://bit.ly/2GD2HEn

Shirley Barroso – http://bit.ly/2IAgRbv

Isabelly Morais – http://bit.ly/2UOwO4e

Leo Cunha – http://bit.ly/2USDHBR

Maurício Guilherme – http://bit.ly/2PtKJqp

Peixe Babel – http://bit.ly/2ISn9Cx