UniBH contará com Conselho Consultivo para aproximar a instituição das principais corporações

Profissionais reconhecidos em suas áreas de atuação estarão juntos para conectar o Centro Universitário ao mundo do mercado de trabalho

 

Aliar teoria e prática faz parte da metodologia aplicada pelo UniBH, integrante do Ecossistema Ânima Educação, em todas as suas diretrizes. Os projetos de extensão, por exemplo, estimulam alunos e alunas a exercerem o conhecimento adquirido no dia a dia, com uma vivência que os aproxima da realidade profissional. Nesse sentido, o Centro Universitário formou um Conselho Consultivo, integrado por nomes de relevância, com o objetivo de estabelecer conexões vinculadas com o mundo do trabalho. Nomes como Cláudio Moura Castro, Gustavo Grecco, Eleonora Santa Rosa e Gustavo Penna estão no Conselho Consultivo do UniBH, que terá seu primeiro encontro no dia 5 de agosto. O grupo se reunirá a cada dois meses.

 

Os executivos selecionados para formar o Conselho são nomes de destaque em suas respectivas áreas de atuação e serão mentores de negócios, contribuindo para ampliação do protagonismo do UniBH nos principais debates e iniciativas da capital mineira. Os conselheiros vão colaborar ainda para que a estrutura organizacional do Centro Universitário esteja alinhada com as necessidades do mercado de trabalho.

 

Rafael Ciccarini, reitor do UniBH, destaca que a missão do Conselho Consultivo é também propor ações que vislumbrem a transformação social por meio da Educação. “O grupo terá um papel essencial na proposição de estratégias alinhadas aos anseios de nossos alunos e alunas. Parcerias são essenciais para o desenvolvimento profissional e, por isso, agregamos ao Conselho nomes de peso do mercado. Estaremos atualizados com o que é feito fora do Campus, para respaldar nossos estudantes com as principais tendências e discussões do universo do trabalho”, revela.

 

Cláudio de Moura Castro

Cláudio de Moura Castro é formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e tem mestrado pela Universidade de Yale. Iniciou o programa de doutoramento na Universidade da Califórnia em Berkeley, terminando na Universidade de Vanderbilt (em Economia). Ensinou na PUC/Rio, Fundação Getúlio Vargas, Universidade de Chicago, Universidade de Brasília, Universidade de Genebra e Universidade da Borgonha. Pesquisador do Instituto de Pesquisa do Ministério do Planejamento (INPES/IPEA), diretor geral da CAPES. Foi também Secretário Executivo do CNRH/IPEA. Foi Chefe da Divisão de Políticas de Formação da OIT (Genebra), Economista Sênior do Banco Mundial, passando para o BID como Chefe da Divisão de Programas Sociais. Atualmente, é consultor da Eduqualis. Autor de 50 livros e mais de 300 artigos científicos. É articulista do Estadão.

 

Gustavo Greco

Gustavo Greco é sócio e diretor de criação da Greco Design, com atuação nas áreas de identidade visual, sinalização e projetos editoriais.  Em pouco espaço de tempo a empresa se tornou uma das mais premiadas do Brasil. Design Lions, no Festival de Cannes, D&AD, Grand Prix no Red Dot Design Award, iF Communication Award, Prêmios Lusófonos, London International Awards e Prêmio e Menção na Bienal Iberoamericana de Diseño, são alguns dos últimos conquistados pelo time comandado por ele. Greco atua também na área acadêmica, como coordenador do curso de pós-graduação Design Exponencial do Uni-BH, que leva sua assinatura e professor do curso de Pós-Graduação em Gestão de Marcas do IEC – Instituto de Educação Continuada PUC MG. Presidente nacional da Abedesign, é jurado frequente de premiações no Brasil e no exterior e, sob sua direção de criação, a Greco participou das últimas edições da Bienal Nacional de Design Gráfico (ADG Brasil) sendo destaque no ano de 2017. Gustavo é o curador da 13ª Bienal Brasileira de Design Gráfico – 2019 (ADG BRASIL).

 

Eleonora Santa Rosa

Ex-secretária de Estado de Cultura de Minas Gerais, ocupou diversas funções públicas de relevo e desenvolveu projetos de educação patrimonial e de patrimônio cultural de repercussão nacional. Ex-diretora executiva do Museu de Arte do Rio – MAR (de novembro de 2017 a novembro de 2019), é considerada uma das mais experientes e respeitadas profissionais no campo da viabilização, implantação e soerguimento de equipamentos culturais no país. Estrategista e gestora cultural, tem larga experiência editorial; foi responsável pela publicação de mais de meia centena de obras voltadas à história e à cultura de Minas Gerais, tendo sido coordenadora editorial das consagradas Coleções Mineiriana e Centenário da Fundação João Pinheiro. Diretora do Santa Rosa Bureau Cultural, é autora do livro Interstício.

 

Gustavo Penna

Arquiteto e fundador do escritório GPA&A, formou-se pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde lecionou por três décadas. Membro do Conselho Curador da Fundação Oscar Niemeyer e da Fundação Dom Cabral. Sócio-fundador da Academia de Escolas de Arquitetura e Urbanismo de Língua Portuguesa (AEAULP). Com trabalhos expostos no Brasil e no mundo, Gustavo conquistou prêmios internacionais como o The International Architecture Award, em Chicago, o World Architecture Festival (WAF), em Cingapura, o Architizer A+Awards, em Londres, o Prix Versailles, em Paris e o IF Design, em Berlim. Entre seus projetos estão o Expominas (Centro de Feiras e Exposições de Minas Gerais), o Monumento à Liberdade de Imprensa, o Memorial da Imigração Japonesa, na Pampulha, os Museus de Congonhas (patrimônio cultural da humanidade), Santana e Regina Mundi, o novo Estádio do Mineirão, a Escola Guignard (considerada uma das 30 obras mais relevantes da arquitetura no Brasil), dentre outros.